Sergio Moro diz que melhoria da segurança ajuda a economia do País

AddToAny buttons

Compartilhe
04 A 05 dez 19
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Francisco Maia, Antonio Florencio de Queiroz, Jeferson Furlan Nazário, Leandro Domingos, Sergio Moro e Valdeci Cavalcante na 6ª e última edição do E Agora, Brasil? em 2019
Francisco Maia, Antonio Florencio de Queiroz, Jeferson Furlan Nazário, Leandro Domingos, Sergio Moro e Valdeci Cavalcante na 6ª e última edição do E Agora, Brasil? em 2019
Crédito
Divulgação

O ministro da Justiça, Sergio Moro, foi o convidado da 6ª e última edição em 2019 da série de debates E Agora, Brasil?, promovida pelos jornais O Globo e Valor Econômico, com o patrocínio da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O encontro foi realizado nesta quarta-feira (4), em Brasília, e Moro fez uma análise das ações do governo na área de segurança pública e na busca de um ambiente que garanta mais segurança jurídica para as empresas.

O ministro falou para um público formado por jornalistas, empresários e profissionais de diversas áreas. Sobre medidas que garantam um ambiente de maior segurança jurídica, Moro disse que um caminho a ser seguido é trabalhar para a diminuição dos conflitos e que eles sejam resolvidos de forma mais rápida e eficaz. “Hoje em dia as pessoas querem resolver seus problemas de casa, por meio da internet, de seus celulares, e nós temos que estar preparados para essas demandas da sociedade, de resolução desses problemas mais rapidamente”, disse o ministro.

Segurança pública

Moro também comentou o impacto das políticas de segurança na economia do País. “O trabalho realizado na segurança pública, com a redução de crimes como o roubo de cargas e a instituições financeiras, também contribui para a retomada do crescimento econômico. Afinal, o que se gasta em segurança privada no País é um custo incorporado no comércio de serviços e produtos”, disse o ministro.

Estiveram presentes ao evento o 1º vice-presidente da CNC, Valdeci Cavalcante, o vice-presidente Financeiro, Leandro Domingos, o diretor da Confederação e presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia, o diretor Antonio Florencio de Queiroz, que é também presidente da Fecomércio-RJ, e Jeferson Furlan Nazário, presidente da Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist).

Sobre o E Agora, Brasil?

O projeto “E agora, Brasil?” é uma parceria da CNC com os jornais O Globo e Valor Econômico, reunindo a equipe de editores e colunistas com empresários e executivos para debater as principais questões do cenário nacional. Entre os convidados que participaram das edições da série de 2019 estão o ministro Paulo Guedes, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, e o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.