Comissão aprova incentivo fiscal para microempresa que patrocinar esporte

AddToAny buttons

Compartilhe

A Comissão do Esporte aprovou em 16/05 o Projeto de Lei Complementar (PLP) nº 452/2017, do deputado Flaviano Melo (MDB-AC), que permite às microempresas e empresas de pequeno porte abater até 4% do Imposto de Renda (IR) devido com patrocínio ou doação a projetos desportivos e para desportivos. A proposta altera o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (Lei Complementar nº 123/2006) e recebeu parecer favorável do relator, deputado André Figueiredo (PDT-CE).

Figueiredo afirmou que a proposta estende para as micro e pequenas empresas o benefício que existe para as demais, previsto na Lei de Incentivo ao Esporte (nº 11.438/2006). A norma possibilita às empresas destinar até 1% do valor devido de IR a projetos voltados ao esporte.

De acordo com o texto aprovado, o Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) regulará a dedução dos valores. O comitê é o órgão responsável por disciplinar a aplicação do Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

Tramitação

O projeto será analisado agora pelas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois segue para o Plenário da Câmara.