Sumário Econômico 1570

AddToAny buttons

Compartilhe

FMI reduz previsão para o crescimento da economia mundial - Uma conjunção de fatores negativos reduziu o ritmo de crescimento da econômica mundial a partir do segundo semestre de 2018. Esses fatores devem persistir em 2019, e, na avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI), 70% da economia mundial deve apresentar uma desaceleração neste ano. Em sua nova edição do World Economic Outlook, publicação que analisa semestralmente a conjuntura econômica global, a instituição reduziu em 0,2 ponto percentual sua projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) mundial em 2019 para 3,3%. Apesar de um começo de ano mais fraco que o esperado, o FMI espera que a economia mundial deva apresentar um crescimento mais forte já no segundo semestre de 2019.

 

IPCA registra maior alta para o mês de março desde 2015 - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – índice utilizado no regime de metas de inflação – apresentou alta de 0,75% no mês de março, contra +0,43% em fevereiro. No ano, o índice apresentou elevação de 1,51%, acima da alta do mesmo período do ano anterior. No acumulado em 12 meses, a inflação acusou incremento de 4,58%, abaixo do resultado registrado nos 12 meses imediatamente anteriores. A alta de preços de alimentos e transportes foi responsável por 80% do avanço do indicador. O resultado do índice de preços indica a sustentação de estabilização da inflação no início de 2019. Esse processo tende a se manter, refletindo um cenário benigno para os preços ao longo do ano e mantendo o índice abaixo do centro da meta.

 

Política Nacional de Apoio e Desenvolvimento das MPE - Os trabalhos da construção da Política Nacional de Apoio e Desenvolvimento das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (PNADMPE) prosseguem de vento em popa, no sentido de levar a cabo a formulação das principais ações em favor do segmento dessas empresas. Essa política nacional foi demandada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Com a elaboração do trabalho pela Secretaria das MPE, contando com a colaboração e a participação das entidades pertencentes ao Fórum Permanente das MPE, o Brasil passa a fazer parte do grupo de países que possuem um arcabouço político para consubstanciar todo o aparato legal e as políticas públicas. A PNADMPE se incorpora no contexto do Plano Brasil Maior, que se organiza em eixos baseados em duas dimensões: a dimensão estruturante, que lida com diretrizes setoriais, e a dimensão sistêmica, que trata dos temas transversos.