Fecomércio-DF diz que não há risco de desabastecimento

AddToAny buttons

Compartilhe
17 A 18 mar 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
No momento, não há risco de uma escalada no desemprego
Presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia, afirma ao brasiliense ser desnecessário corrida aos supermercados. "É importante que a população tenha senso".
Crédito
Sistema Fecomércio-DF

17/03/2020

O presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia, descartou, em 16 de março, o fechamento de shoppings e desabastecimento em supermercados no Distrito Federal. Disse ainda que, no momento, não há risco de uma escalada no desemprego. 

“É importante que a população tenha bom senso. Não há necessidade de correr para comprar, porque terá mercadoria para atender todo mundo”, disse o dirigente em entrevista ao jornal Correio Braziliense.

Eventos

Bares, restaurantes e empresas que organizam eventos sofrem com a crise do coronavírus, como explica  Maia. De acordo com ele, o empresário que tiver interesse em recorrer à linha de crédito do BRB deverá procurar o sindicato do respectivo setor para fazer a solicitação. O dinheiro poderá ser usado, inclusive, para pagamento de impostos e de funcionários.

Prejuízo

O presidente do Sindivarejista, Edson de Castro, estima que, desde 11 de março, quando as aulas foram suspensas no DF, o prejuízo no comércio da capital passe de R$ 80 milhões. De acordo com ele, até o fim do mês, o valor deve chegar a R$ 400 milhões. “Fizemos uma pesquisa e vimos que o movimento, principalmente nas lojas de rua e de shoppings, caíram pela metade. A nossa expectativa é de que consigamos com o GDF pagamento de impostos prorrogados”, frisou