Sistema Fecomércio-Sesc-Senac DF apoia combate à violência contra mulher

AddToAny buttons

Compartilhe
08 A 09 ago 19
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Empresários se aliam ao Pacto Nacional de Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres
Empresários se aliam ao Pacto Nacional de Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres
Crédito
Divulgação/Fecomércio DF

08/08/2019

A secretária Nacional de Justiça, Maria Hilda Marsiaj, esteve na Fecomércio-DF para conhecer as estruturas da entidade, do Sesc e do Senac e saber um pouco mais sobre a atuação a Câmara de Mulheres Empreendedoras e Gestoras de Negócios da Federação. A secretária aproveitou para pedir colaboração das entidades ao Pacto Nacional pela Implementação de Políticas Públicas de Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres, assinado no dia 7 de agosto de 2019, no Salão Negro, do Congresso Nacional.

O pacto tem como objetivo harmonizar a prestação de serviços para as mulheres em situação de vulnerabilidade e fomentar a cooperação entre os setores envolvidos, com o objetivo de romper o ciclo de violência contra a mulher no Brasil. A secretária Maria Hilda explicou que um dos pilares para acabar com a violência contra as mulheres no País é investir em emprego e educação.

“Muita das vezes, a mulher que está em situação de violência não consegue se libertar do agressor, por conta da dependência econômico-financeira. Um dos pilares para romper esse laço é a geração de renda e a entrada no mercado de trabalho”, disse. “Envolver instituições como a Fecomércio nesse assunto é de extrema relevância, pois são essas entidades que estão no mercado gerando emprego e renda”, disse Maria Hilda.

Convergência

A presidente da Câmara de Mulheres da Fecomércio-DF, Beatriz Guimarães, destacou que o objetivo do pacto e a missão da câmara são convergentes. “Nosso objetivo é gerar negócios para as mulheres. Estamos pensando em formatos para apoiar essa ação tão importante para que as mulheres tenham condição de ter renda”, enfatizou. “Esse pode ser o primeiro passo para que as federações de outros estados possam enxergar opções de como o sistema pode colaborar com as mulheres em situação de risco”, concluiu Beatriz.

O presidente do Sistema Fecomércio-DF, Francisco Maia, o diretor regional do Sesc-DF, Marco Tulio Chaparro, e o diretor regional do Senac, Antonio Tadeu Peron, estiveram presentes no encontro e destacaram a importância do assunto. Marco Tulio disse que o Sesc já trabalha há um bom tempo para ajudar mulheres em situações de vulnerabilidade. “O Sesc vem atuando em várias ações seja na área de educação, cultura ou saúde. Já realizamos várias palestras junto com a secretaria de educação, na área de saúde disponibilizamos carretas junto ao presídio feminino e unidades prisionais para tratamento. Na cultura, estamos fazendo um projeto novo para combater a violência contra a mulher”, informou.  

O diretor do Senac, Antonio Tadeu Peron, também disse estar apto e pronto para apoiar o pacto. “Já atendemos e podemos ampliar fortemente esse alcance da qualificação profissional para as mulheres”, ressaltou Peron.